Canibais comiam e vendiam carne humana em salgadinhos no interior de Pernambuco

RTEmagicC_triocanibal.jpg

O casal cabisbaixo da foto acima se tornou protagonista de uma história de horror, impressionantemente real. Os dois, juntos com Bruna Oliveira, mataram, esquartejaram e comeram a carne de três mulheres. O caso virou notícia no mundo inteiro e eles ficaram conhecidos como os “Canibais de Garanhuns”

A primeira vítima dos canibais foi Jéssica da Silva Pereira. Em 2008, ela trabalhava para Jorge como doméstica quando desapareceu. Tinha apenas 17 e já era mãe. Segundo a Justiça, ela foi assassinada na casa de Jorge, em Olinda, na Grande Recife.

38qsq98vzt_6a9gl3lh1l_file

Jorge esquartejou o corpo, separou pedaços e enterrou os restos no quintal da casa. Depois, ele, Bruna e Isabel fizeram um banquete macabro com a carne humana. Bruna diz que eles comeram a carne por três dias e que tinha gosto de boi.

Depois da morte, Jorge ficou com a filha de Jéssica, que na época tinha um ano e meio. Ele e a mulher pretendiam criar a menina. O casal convenceu a mãe com o argumento de que nada faltaria à criança. Ele chegou até a registrar a menina em seu nome, mas Jéssica mudou de ideia e ameaçou fugir. Não teve tempo e foi morta.

O trio então passou a viver na periferia de Garanhuns, cidade no agreste pernambucano, a 230 km de Olinda e com 112 mil habitantes. Foi lá que eles teriam assassinado a segunda mulher: Gisele Helena da Silva, de 31 anos.

2x0qgbgi3n_1xw6gb929i_file

Ela foi convidada a visitar a casa dos canibais para supostamente ajudar na educação da menina que eles haviam roubado de Jéssica. Bruna afirma que o ritual que havia matado a primeira vítima, se repetia mais uma vez. Os restos mortais foram enterrados na casa, em abril de 2012.

Duas semanas depois da morte de Gisele, outra vítima já estava na mira dos canibais. Era Alessandra Falcão da Silva, 20 anos. Ela tinha recebido uma proposta para trabalhar como babá, mas foi morta antes mesmo de terminar o primeiro dia de trabalho. A vítima teve o corpo esquartejado e a carne consumida.

9bjfyao8a_tmnyy0re7_file

Segundo o Ministério Público, os canibais planejavam matar outras mulheres. A próxima seria Pamela Costa, que na época tinha 17 anos. Bruna confessou que já havia um buraco no quintal da casa para enterrá-la.

Em 2012, Jorge, Isabel e Bruna foram presos. Eles confessaram os três crimes. O júri popular condenou o trio conhecido mundialmente como os “Canibais de Garanhuns”.

164ugohb7u_6dkibailzs_file

7u36lhm91o_okweekrtw_file

Jorge Beltrão Negromonte da Silveira, Isabel Cristina Torreão Pires e Bruna Cristina Oliveira da Silva foram condenados em 2014 pelo homicídio quadruplamente qualificado da Jéssica Camila da Silva Pereira, de 17 anos, em Olinda. Essa teria sido a primeira vítima do trio. Jorge, considerado o mentor dos crimes, pegou a maior pena: 23 anos de reclusão. Isabel e Bruna pegaram 20 anos de prisão cada uma.

5xkujcgrg8_r3teouvbp_file

 

O que achou?

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.