Day McCarthy diz que ainda não se arrepende de ter chamado filha de Gagliasso de Macaca

 

xday-mccarthy.jpg.pagespeed.ic.Q5DUy2YJg5

Day McCarthy, personagem que escandalizou o país ao ofender a filha adotiva de Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank, disse em entrevista ao jornalista Roberto Cabrini que hoje seu pedido de desculpas aos pais da menina seria falso.

Em imagens divulgadas nas redes sociais no mês passado, Dayane Alcântara Couto de Andrade, de 28 anos, nome real de Day McCarthy, chama Titi de “macaca” e afirma que as pessoas “não deveriam dizer que ela era bonita”. Após o ocorrido, Gagliasso procurou a polícia e prestou uma queixa contra a mulher por injúria racial. O ator também prometeu que iria processar Day, inclusive no país onde ela reside, no caso, o Canadá.

“Eu não quero ser falsa, não tô preparada pra pedir desculpas a eles. Eu quero sentar e ter uma conversa comigo mesma e me arrepender, não quero ser falsa. (…) Pedir desculpas a ele não vai mudar em nada o que eu fiz”. Sobre ser racista, ela diz que “sim, eu sei que estou errada! Sei que eu sou racista, mas é uma coisa que eu não posso controlar, é uma coisa que eu não sei como controlar, como não ser racista.”

xbruno-gagliasso-giovanna-ewbank-titi.jpg.pagespeed.ic.4ddvMCTGdG

O jornalista pergunta se ela pretende procurar ajuda psicológica e Day responde:

“Ah sim, pretendo sim! Porque eu também quero saber o que se passa com a minha cabeça”, que conta o desejo de pedir desculpas à menina: “Porque não queria que ela crescesse e se sentisse mal por ser negra ou pelas ofensas que eu falei contra ela. Espero que daqui 10 anos, outras notícias vão vir e ela não saiba o que aconteceu 10 ou 9, 8 anos atrás”.

xday-mccarthy-roberto-cabrini.jpg.pagespeed.ic.iM8F2J0QYD

A entrevista vai ao ar durante a “Retrospectiva 2017”, no próximo domingo.

O que achou?

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.