Banco deposita R$ 150 bi por engano em conta de senhora aposentada em SP

dinheiro-e1344307849715

O caso aconteceu em 2012, aqui mesmo no Brasil, especificamente em São Paulo.

Uma aposentada de 61 anos foi surpreendida diferentes vezes no prazo de um mês com depósitos milionários e bilionários na sua conta bancária. Maria Benedita da Silva, que mora em São José dos Campos (97 km a nordeste de São Paulo), diz ter visto depósitos e estornos errados em seu extrato por pelo menos quatro vezes em setembro.

Os demonstrativos do Banco Mercantil do Brasil levados ao 2º Distrito Policial da cidade nessa terça-feira (6) mostram que no dia 12 de setembro foram depositados R$ 150 bilhões em sua conta. Algum tempo depois, no dia 28, mais R$ 369 milhões entraram em sua conta. Os valores foram estornados nos mesmos dias pela instituição financeira.
Um terceiro depósito de R$ 401 bilhões teria sido visto pela mulher e desaparecido em seguida. O que mais assustou Maria Benedita, porém, foi um outro lançamento do banco, desta vez de débito, que fez com que a aposentada, que recebe salário mínimo, ficasse com uma dívida de R$ 27 milhões.

Mesmo com a falha corrigida com um crédito feito pelo Mercantil, o nome de Maria Benedita foi parar na lista de inadimplentes do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).
Ao UOL, a aposentada disse que só percebeu a sequência de créditos e débitos em sua conta vários dias após o primeiro depósito, quando foi receber a aposentadoria do mês de outubro. Segundo ela, a primeira reação que teve foi procurar seu gerente para saber o que havia acontecido.

“O gerente explicou que foi um erro no sistema, mas não deu detalhes. Fiquei muito preocupada porque vi meu nome no SPC. Mas me acalmei quando fui até lá para resolver o problema e me disseram que meu nome não estava no sistema. Mas minha maior preocupação são os problemas que podem surgir no futuro, principalmente com o Imposto de Renda, e por isso fui à delegacia”, afirmou.

‘Seria muito bem-vindo’

Mesmo com todo o mal estar da situação, a aposentada não perdeu o bom humor. “Nossa, se essa fortuna fosse toda minha, mesmo, estaria feliz da vida. Ainda mais que eu tenho uma instituição de caridade”, disse.

“Ajudo desde crianças até idosos. O dinheiro seria muito bem-vindo. Se bem que era tanto zero que foi difícil até saber quanto que tinha entrado e saído da conta. Uns R$ 200  para minha conta sair do devedor já resolveria minha vida.”
Maria Benedita afirmou que ainda não sabe se vai processar a instituição por causa dos transtornos. “Minha conta já está normal, vamos ver o que vai acontecer daqui pra frente”, disse.

De acordo com o delegado Windor Claro Gomes, que investiga o caso, por enquanto tudo está sendo investigado, e pode ser apenas equívoco do banco, mas a sucessão de erros na mesma conta corrente chama a atenção, e a hipótese de algum problema maior não está descartada.

“Vamos esperar as explicações do gerente do banco para entendermos esses extratos com valores astronômicos e esses erros. Só depois vamos decidir sobre a abertura ou não de um inquérito policial. Por enquanto, são erros”, disse o delegado.

Outro lado

O Banco Mercantil do Brasil informou em nota divulgada nesta quarta-feira (7) “que, já no dia imediato à ocorrência, foi identificado registro indevido na conta-corrente da sra. Maria Benedita da Silva. Esclarece, também, que essa ocorrência não envolveu movimentação financeira, mas unicamente o registro indevido no extrato”.

“A regularização foi realizada prontamente, e a situação, normalizada, não havendo mais impactos para a referida cliente. O responsável pela ouvidoria entrou em contato com a sra. Maria Benedita para prestar os devidos esclarecimentos e resguardar a aposentada de qualquer possível problema.”

“A situação da sra. Maria Benedita junto à Instituição é de total normalidade, sendo as demais movimentações registradas e os lançamentos feitos em sua conta declarados como bons e válidos desde a abertura até a data de hoje.”

O que achou?

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.