Aposentada não percebe horário de fechamento e termina presa em banco de Curitiba

caixa-ok- (1)

Roseli Pacc, uma aposentada de 70 anos, ficou presa em uma agência da Caixa Econômica Federal por volta das 19h desta quinta-feira (5) no bairro Água Verde, em Curitiba, e passou um sufoco para conseguir sair.

Ela tinha ido ao local para fazer uma transferência bancária, não percebeu as placas que indicavam o horário de encerramento, e não percebeu que as portas estavam fechando automaticamente.

“Os caixas estavam todos cheios. E eu fiquei esperando vagar um e fui fazer uma transferência de valores e já aproveitar para pagar o meu cartão. Aí eu escutei um barulho e me assustei. Olhei para dentro para ver se era lá e não era. Quando eu virei para a porta, simplesmente estava descendo uma porta de aço. Aí eu fiquei desesperada”, contou Roseli.

A aposentada, que diz ser claustrofóbica, tentou tirar o cartão da máquina e não conseguiu porque o objeto ficou preso. Foi então que ela correu pra segurar a porta, mas não conseguiu e quase prendeu o dedo.

Uma passageira de um carro percebeu a ação e acionou a Polícia Militar (PM) e os bombeiros. A aposentada foi atendida no local pelos bombeiros, mas recusou encaminhamento para ambulância.

O Corpo de Bombeiros disse que a equipe foi acionada para atender a ocorrência e entrou em contato com um funcionário da superintendência da Caixa, que informou que a equipe de manutenção demoraria pra chegar no local e autorizou os bombeiros a realizar a abertura da porta.

A abertura foi feita por meio de alavancas, e a porta foi suspensa totalmente pelo lado de dentro por uma oficial da equipe.

O que diz a Caixa

Em nota, a Caixa Econômica Federal lamentou o ocorrido e esclareceu que está apurando o que gerou a situação. Desde o início do incidente, o banco deu suporte à cliente com a presença do técnico até a liberação da porta.

“A Caixa ressalta que prioriza a estrita observância de todas as normas de segurança com o intuito de proteger seus clientes e empregados”.

Do G1

Allyson Souza

Publicitário, 25 anos.

O que achou?

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.