Porchat pede demissão da Record após Edir Macedo declarar apoio a Candidato

Poucos dias depois de Edir Macedo declarar publicamente seu apoio ao candidato à presidência da república Jair Bolsonaro, a direção da Record foi surpreendida com o aviso de que Fabio Porchat não pretende continuar na emissora em 2019. Segundo o jornal “Folha de S. Paulo”, o humorista não precisará pagar multa pela rescisão do contrato por ter anunciado sua saída três meses antes do fim da temporada de seu programa, conforme acordado entre ambas as partes em uma das cláusulas contratuais.

Além do desconforto por conta do apoio do dono da emissora a Bolsonaro, também pesou na decisão de Fabio Porchat a censura da Record a palavrões, o veto a entrevistados relevantes – o humorista queria entrevistar os candidatos à presidência da república – e o corte de algumas brincadeiras. Após se afastar da TV aberta, o humorista pretende se dedicar a projetos no cinema e na TV a cabo.

O vínculo de Fabio Porchat com a Record iria até 31 de dezembro de 2019, caso nem ele nem a Record abrissem mão da temporada de 2019, notificando a outra parte faltando pelo menos 90 dias para o final de 2018. A notícia da possível saída do humorista da emissora de Edir Macedo já despertou o interesse da Band, que acredita em Porchat como sucesso comercial.

Comments

comments

Allyson Souza

Publicitário, 25 anos.